Capítulo 14 - Santidade e Obediência

Capítulo 14 - Santidade e Obediência

Mensagempor Bereano » Qua Jan 11, 2012 11:51 am

14 - Santidade e Obediência
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
À primeira vista, santidade e obediência parecem ser dois tópicos completamente diferentes. Mas será que são? Estas duas características estão intimamente ligadas e é importante os crentes saberem porquê.
___________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


Passagem em foco: Números 6:1-21

Imagem

Tomar um voto de Nazireu era uma coisa séria. Quer fosse um homem ou uma mulher, o voto de separação tinha que ser pensado cuidadosamente já que as regras eram rígidas: abstenção de tudo que viesse da videira, não cortar o cabelo e não se aproximar de um cadáver. Não era fácil para um Israelita fazer estas coisas. Como a água estava muita das vezes contaminada, vinho era uma opção melhor; piolhos e pulgas eram difíceis de controlar e manter o cabelo curto era mais prático; e a frequência de doenças e peste faziam com que fosse difícil manter-se afastado de mortos.

1. Porque faria uma pessoa um voto de separação voluntariamente?
2. Qual era o sentido destas regras?
3. Porque é o voto de Nazireu chamado de voto de separação?
4. Qual era a importância de manter o cabelo longo? Que consequências isto trazia?
5. O voto de separação era voluntário. Existe algum equivalente no Novo Testamento?
6. Durante o tempo da separação, se uma pessoa se tornasse impura, os dias que já tinham passado não contavam (v. 12). O que isto revela acerca do caráter de Deus e nossa relação com ele?
7. O Nazireu era para ser santo e consagrado ao Senhor. O que mostra este voto acerca de ser santo e obediente?

“Eu sou santo”

Segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo. (1 Pedro 1:15-16)

______________________________________________
O que realmente significa santidade?

É fácil falar acerca de ser santo, mas a não ser que realmente percebamos o que isso significa, falar sobre isso torna-se fútil. Aqui estão algumas palavra que descrevem o que é ser santo: santificado, consagrado, sem culpa, puro, separado e sagrado. No entanto, algumas destas palavras são mais difíceis de entender que a palavra original “santo”. Consegue escrever por suas palavras o que pensa ser santo?
______________________________________________

É difícil para nós compreender a santidade porque nós não somos naturalmente santos. Deus reconhece as nossas limitações e revela a sua santidade através ações do que por palavras. Ao vermos a reação de Deus perante o bem e o mal, podemos vislumbrar a seu caráter santo que é tão diferente do nosso.

O procedimento de Deus com Israel é um bom exemplo. Esta nação que foi escolhida teve a experiência da ira do justo julgamento de Deus vez após vez - a morte de todos os desobedientes durante 40 anos no deserto, o exílio forçado na Babilónia, e a dispersão dos Judeus por todo o mundo. Em contraste, Deus mostra amor justo pelo seu povo através de bênçãos derramadas sobre Israel no tempo de David, Esdras e Ezequias. Ao discipliná-los e abençoa-los com amor, Deus revelou quem era.

Mas o SENHOR dos Exércitos é exaltado em juízo; e Deus, o Santo, é santificado em justiça. (Isaías 5:16)

Através desta pequena nação podemos perceber que a santidade é muito mais que ser separado ou sem culpa; a santidade é o caráter perfeito de Deus. Moisés apercebeu-se disto quando Deus proclamou o seu nome:

E, passando o SENHOR por diante dele, clamou: SENHOR, SENHOR Deus compassivo, clemente e longânimo e grande em misericórdia e fidelidade; que guarda a misericórdia em mil gerações, que perdoa a iniquidade, a transgressão e o pecado, ainda que não inocenta o culpado, e visita a iniquidade dos pais nos filhos e nos filhos dos filhos, até à terceira e quarta geração! (Êxodo 34:6-7)

_____________________________________________
Algumas passagens relevantes

A palavra “santo” aparece nas Escrituras mais de 500 vezes. É importante, pois isso é afirmado vez após vez. A maioria destas passagens falam da santidade de Deus — Deus quer que saibamos que ele é santo, muito santo.

A santidade de Deus: Êxodo 15:11; Levítico 11:44-45; 19:2; Isaías 5:16; Ezequiel 28:25; 36:23; 37:28; 38:23; 39: 7, 27; Habacuque 1:12; Lucas 1:49; 1 Pedro 1:15-16; Apocalipse 4:8; 15:4.

A santidade de Israel: Êxodo 19:6; 22:31; Deuteronómio 14:2; 26:19; 28:9; Jeremias 2:3; Daniel 12:7; Zacarias 2:12.

A santidade do Sábado: Génesis 2:3; Êxodo 16:23; 20:8,11; 31:13-17; Jeremias 17:22-24,27; Ezequiel 20:20; 44:24.

A santidade do templo: Salmo 15:1; 24:3; Isaías 64:11; 66:20; Ezequiel 43:12; Jonas 2:4,7; Miqueias 1:2; Habacuque 2:20; Zacarias 14:20-21; Mateus 24:15; Efésios 2:21.

A santidade dos profetas: Atos 3:21; 2 Pedro 3:2.

A santidade da lei: Deuteronómio 4:8-9; Romanos 7:12.

A santidade de Jerusalém: Isaías 52:1; Daniel 9:16, 27; Joel 3:17; Obadias 16-17; Zacarias 8:3; Mateus 27:53; Apocalipse 21:2, 10.

A santidade dos crentes: Levítico 11:44-45; 19:2; 20:7, 26; Efésios 1:4; 2:21; 4:24; 5:3, 25-27; Colossenses 1:22; 1 Tessalonicenses 3:13, 4:4,7; 2 Tessalonicenses 1:10; 1 Timóteo 2:2,8,15; 2 Timóteo 1:9; 2:21; Tito 1:8; Hebreus 2:11; 10:10,14; 12:10,14; 13:12; 1 Pedro 1:15-16; 2:5,9; 2 Pedro 3:11.
_____________________________________________

Sou santo?

Deus disse “sereis santos, porque eu sou santo” (Levítico 11:44). Só existe uma forma de nos tornarmos santos - pela graça de Deus. Se respondermos à sua mensagem e obedecermos os mandamentos de Cristo, então Deus promete perdoar os nossos pecados e fazer-nos santos. Paulo escreveu,

Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, porém santa e sem defeito. (Efésios 5:25-27)

Ser cobertos pelo sangue de Cristo é a única forma de sermos inocentes aos olhos de Deus. Esta dádiva de santidade é a garantia de Deus que seremos ressuscitados incorruptíveis, imortais e verdadeiramente santos. Sem esta dádiva não existe esperança: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”. (1 Coríntios 15:50-54; Hebreus 12:14)

A progressão de pessoa pecadora a santa é algo como isto:
_____________________________________________________________________
Pecado -> fé -> arrependimento -> batismo -> obediência -> perdão -> santidade
_____________________________________________________________________

Às vezes as pessoas centram-se na fé e perdão e quase que ignoram obediência. Sem obediência, não existe perdão e Deus não nos considerará santos.

Sou obediente?

A obediência é a nossa resposta à mensagem de Deus. Jesus disse,

Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. Quem não me ama não guarda as minhas palavras; e a palavra que estais ouvindo não é minha, mas do Pai, que me enviou. (João 14:23-24)

Ao nos aproximarmos de Deus, obedecer-lhe torna-se mais fácil porque queremos agradar ao nosso Pai. O diagrama acima mostra que obediência é o resultado de fé e arrependimento. Se somos fiéis, queremos ser obedientes. Se cairmos, Deus está lá para nos levantar — ele não abre mão dos seus filhos facilmente.

Por isso, cingindo o vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo. Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo. (1 Pedro 1:13-16)

Sumário

Deus revela a sua santidade através das suas acções justas, compaixão e amor. Ao se arrependerem e obedecerem, os crentes tornam-se santos aos olhos de Deus. Os verdadeiros crentes serão ressuscitados para a imortalidade e santidade.

Para refletir

1. Você pensa que é santo? Explique.
2. Leia 1 Pedro 1:22-23. O que essa passagem ensina acerca de santidade e obediência?
3. Qual é a diferença entre a obediência sob a antiga aliança e a obediência sob a nova aliança? Que semelhanças existem? Dê exemplos
4. Como Deus revelou a sua santidade às pessoas no Novo Testamento?
5. O que quis dizer Deus em Oseias 6:6 quando disse “Pois misericórdia quero, e não sacrifício, e o conhecimento de Deus, mais do que holocaustos.” Não tinha Deus ordenado que fossem oferecidos sacrifícios e holocaustos? O que isto ensina 6. acerca de santidade e obediência?

Para investigar mais

1.Escreva uma lista de exemplos de Deus revelando a sua santidade a Israel. Você acha que Israel percebeu a santidade de Deus?

2. (a) Comente com alguém ou escreva o que obediência significa para si.
(b) Encontre alguns exemplos extraordinários de obediência na Bíblia (Antigo e Novo Testamentos)
(c) Qual é a relação entre obediência e santidade?

3. Algumas pessoas afirma que as regras de Deus devem se adaptar às diferentes épocas e culturas. Comente esta ideia usando passagens Bíblicas para apoiar o seu argumento.

--> Veja também:

6. Como é Deus?
10 . Adoração
13. Idolatria
38. Graça
Bereano
Site Admin
 
Mensagens: 267
Data de registro: Seg Set 27, 2010 12:32 am

Retornar para O caminho da vida

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 1 visitante

cron